quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Um segredo pra chamar de meu


Das coisas que não escrevo nem digo faço segredos. Penso neles sozinha, distraída, mas nunca os pronuncio em voz alta. É que segredos servem para dar um charme misterioso, um ar de maturidade e sabedoria. Eles alimentam meu lado egoísta: são só meus e não divido. Conflitam com meu lado impulsivo, que por vezes quer revelá-los e envaidecem meu auto-controle, quando resistindo bravamente os mantenho segredos. Por vezes me esqueço, e passo tempos sem lembrar-me que existem. Outras porém, surgem inesperadamente na memória, reviram o estômago e/ou arrancam risadas. É que segredos servem mesmo para serem guardados por anos, até que um dia enfim, percebemos que já são (ou sempre foram) bobos e ninguém quer saber.


Dos meus segredos? Bobos e valiosos, com eles um dia ainda domino o mundo!

13 comentários:

  1. Ei rimããã!

    que lindo...vc escreve tão bem, que meus zóios se enxem dágua toda vez!

    é mesmo o orgui da famia, e saiba q sempre vou querer saber de seus segredos, pra mim nunca são bobos ok? beijossssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Ah amor que bunitinha você adorei!!! te Amo

    ResponderExcluir
  3. Hey :)
    E ai como vai?
    Belo texto *----*
    Estava com saudades >.<

    Beijos e tudo de bom

    ResponderExcluir
  4. Sei como é isso aí d dominar o mundo... :)

    ResponderExcluir
  5. Conheço bem este segredo de dominar o mundo. Fica entre nós.. rs

    ResponderExcluir
  6. tava com saudade dos seus textos.
    adorei! como sempre..
    beeijo *:

    ResponderExcluir
  7. Adorei amiga! Exceto a parte sobre você dominar o mundo...num ia ser legal! hahaha

    Beeeeijo

    ResponderExcluir