sexta-feira, 23 de julho de 2010

Lavando a louça suja

Éramos seis. Seis atores sonhadores, recém chegados ao Rio de Janeiro, com mil planos e toda a coragem do mundo pra enfrentar tudo o que viesse pela frente. Quatro homens, duas mulheres. Cada um vindo de um canto do país e, aparentemente, unidos pelo acaso (salvo que eu nunca acreditei em acasos). Foi durante uma madrugada enluarada que ficou decidido: "Alugaremos um apartamento esta semana. Vamos todos morar juntos!". Mal sabíamos que o sotaque seria apenas a primeira das nossas muitas diferenças...
Mudamos-nos numa noite não planejada, levando as malas nas mãos, os corações palpitando de expectativas. Foi com Coca Cola e Kuat Zero que brindamos, entre gargalhadas, à nossa felicidade no novo ap. Os dias que se seguiram não poderiam ter sido mais perfeitos. A convivência era fácil e o clima, de pura descontração. Todos festejavam as novas amizades, mas pra mim, era uma nova família o que estava surgindo: em terras estranhas, onde ainda não há muitos rostos amigos, cinco companheiros do dia a dia tornam-se um porto seguro. Então me pergunto: o que foi que mudou?
Não tenho a resposta. Só sei que em algum ponto entre o "vai ser perfeito" e o "vamos conseguir juntos", a cantoria da menina excessivamente autoconfiante começou a incomodar. Aquele que outrora fora o "companheirão" passou a viver por trás de cadeados e fechaduras, e o "super divertido" estava sempre fora. Eu, mergulhada em problemas, só fazia descontar toda minha frustração em comida, e até o mais equilibrado da casa se alterou. O clima era de pura tensão. Em tempos de guerra fria, qualquer louça suja na pia é motivo pra rebelar a fera que há por dentro do morador menos paciente, o que fala o que pensa. Os nervos a flor da pele, e na cozinha, louças empilhadas sujas na pia: Teve início a batalha! As armas: línguas afiadas e cruéis dispostas a disparar sem pensar palavras duras e ácidas. Uma batalha sangrenta e sem vencedores. Balanço final: mágoa, frieza e silêncio. Mas não o silêncio que tanto me agrada. Não há o “som” neste silêncio, pois ele é hostil, seco. A casa antes tão cheia, agora está sempre vazia e temo que a ausência ocupe o espaço dos tantos momentos que hoje só existem na memória.
Algumas coisas não podemos mudar: o tempo nunca vai voltar, as palavras ditas nunca mais serão silenciadas e os cadeados e fechaduras só se abrirão por vontade do dono das chaves. Mas enquanto ele insiste em se manter distante, tão indiferente ao eco das tantas palavras ditas levianamente quanto a todo o resto, nada podemos fazer. Mas qual o sentido disso tudo pro restante de nós, que entre folias e desentendimentos sempre estivemos juntos? Soube um dia que os gregos tem o costume de quebrar pratos em ocasiões festivas, esboçando o desapego, a alegria... Quisera eu ter quebrado todos os pratos numa explosão de felicidade. Mas não quebrei, e eles ficaram empilhados na cozinha e mais do que sujeira, acumularam intrigas. E agora eu aqui, tentando concertar estragos feitos, relembrar que o plano era outro e que podemos ser muito mais juntos do que sozinhos. “Lavando a louça suja!”. Mas como eu adoraria voltar no tempo para esfregar cada talher, cada copo, e ver escorrer junto à água todo o rancor e toda animosidade típicos das coisas que deixamos empilhadas por muito tempo, num canto qualquer da cozinha ou da vida.

60 comentários:

  1. Olá! Aqui é o Nando, amigo do Viny! Tudo bom??? Estou impressionado com vc!! Como escreves bem rapariga (não estou te xingando, ok?! essa expressão é usada como sinônimo de "menina" em Portugal)! Além do mais, as fotos ficaram show de bola, afinal, me despertaram a curiosidade para ler o que estava escrito. Parabéns! Sempre que eu puder, dou uma passada aqui! Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Ah.. muito obrigada!!! Fico feliz que tenha gostado!! Me divirto horrores bolando e depois fazendo as fotos, eu e meu grande amigo Rogério de Souza, fotógrafo. Ah, e volte sempre sim, sera muito bem vindo!!! hehe

    ResponderExcluir
  3. Jefferson de Medeiros23 de julho de 2010 07:16

    Pago mó pau pras fotos do Rogério! FERA d+!

    ResponderExcluir
  4. Seguindooo! =]

    - "Quisera eu ter quebrado todos os pratos numa explosão de felicidade."

    - Belas fotos.

    Té mais

    http://nolimitedamatematica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Algumas coisas não podemos mudar: o tempo nunca vai voltar, as palavras ditas nunca mais serão silenciadas e os cadeados e fechaduras só se abrirão por vontade do dono das chaves.

    *-*
    Que coisa mais real, mais bonita e diga com palavras mais bem feitas. Meus parabéns pelo blog, mto bom nos deliciarmos com textos desse estilo.
    Já estou seguindo tb!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou! Muito obrigada pelos elogios. :)

    ResponderExcluir
  7. Nossa, fantástico texto! Você escreve muito bem, vou seguir aqui (:
    E obrigado por visitar meu blog! ^^
    Beijos, boa tarde.

    http://palavrasdeumamenteutopica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Pois e Min, conviver not is mole nao....porem nada e irreversivel.

    ResponderExcluir
  9. Com certeza... dias BEMMM melhores virão!!

    ResponderExcluir
  10. É amore,eu sei bem oq vc quer dizer com esse post,pois felizmente( ou infelizmente),eu faço parte dessa historia desse apt,desde o comecinho...rs.
    Min,vc escreve mto bem.C ja ta careca de me ouvir e ver falar isso,to feliz com seu blog,ta lindo,as fotos estao show!
    Esse é o seu canal pra expor suas ideias,seu momento e fazer novos amigos.Bjim,fica com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Obrigada Viny, voce e parte importante não só desta, mas tbm da minha história!

    ResponderExcluir
  12. Caraca... MUITO BOM!
    Eu fico peneirando por ai pessoas que escrevem bem, e costumo colocar o link no meu blog dos meus preferidos... Você já está lá!

    Adorei o layot, e essa história (é fictícia?)
    Passo aqui pra acompanhar...

    www.poiseah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ola Fabiane, muito obrigado, fico realmente feliz que tenha gostado. E não, a história não é ficitícia... Volte sempre!

    ResponderExcluir
  14. "Algumas coisas não podemos mudar: o tempo nunca vai voltar, as palavras ditas nunca mais serão silenciadas e os cadeados e fechaduras só se abrirão por vontade do dono das chaves."

    Isso diz tudo. Adorei o texto.
    ( e sei muito bem o que é morar com " amigos" rsr)
    :)


    http://deixeteusermudomefazerfalar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Pois é, como diria o poeta: "rapadura e doce mas não é mole não!" hahaha Volte sempre!

    ResponderExcluir
  16. -Carakasssssss!
    Muiro bom O aeu Blogassooooooo!

    Bjãooooooo

    ResponderExcluir
  17. Eiii! Primeira vez aqui! Como escreves bem! *-*
    E gostei do layout tbm... o conjunto da obra, eu diria.
    Voltarei mais vezes! Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Obrigada, fico feliz que tenha gostado!

    ResponderExcluir
  19. O layout mais bonito que vi nos últimos tempos. Parabéns tbm pelo texto.

    beijos

    ResponderExcluir
  20. -Yasmim ... corre lá no meu blog...
    Tem um presentinho pra vc...

    Bejos do rafah!

    ResponderExcluir
  21. Nossa obrigada!!! Adorei!! Também é o meu primeiro selo!! Obrigada por me indicar!!

    ResponderExcluir
  22. É oseguinte, eu às vezes tenho uam preguiça enoooooorme de ler textos grandes, mas esse seu texto foi mutio bom, li sem parar, sem tomar fôlego e apesar de toda a amargura tratou tão bem desse assunto que é a mudança das pessoas . Muito bom !

    Você não pode voltar no tempo, mas teve a oportunidade de amadurecer e não cometer amis os erros cometidos anteriormente . Essa é a graça da vida, quebrar a cara pra aprender . ;)

    http://enorah.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Ola adorei seu blog, ja segui
    segue o meu tambem www.hyagofantinel.blogspot.com
    comenta viu.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  24. Primeiramente:
    Lindo Layout e o blog é muito bom! Gostei mesmo!
    O texto também é muito bem escrito e merece uma leitura com calma e atenção.
    Quanto aos fatos citados no texto, já dizia um grande mestre lá da Índia :"A convivência é iniciática!" hashaushuhas
    Bom... O diálogo é sempre muito importante nas relações interpessoais e entender que cada um tem suas peculiaridades de ser. Quando desejamos que o outro seja como a gente é que normalmente a gente se estressa..
    Já estou te seguindo também!
    Ah... Tu ainda tá aqui no RJ? Sou de Niterói! Posso te dar umas dicas de uns albergues e pensões legais para tu ficar, se a coisa apertar ai! hehhee
    Bjks

    www.penadeprata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Ola, muito obrigada por tdos os elogios. Bom aidna to no Rio sim, mas bem, tenho certeza que tdo vai se acertar, entao agradeço a ajuda, mas acho que não vou precisar das dicas... Muito obrigada de qualquer forma!

    ResponderExcluir
  26. Amei o texto...tipo ele pode até ser meio grande mas nao tem como parar de ler....voce consegue prender a atenção :D
    Parabens!Eu to te seguindo :D

    Visita?
    www.rimasdopreto.blogspot.com

    Meus poemas
    bjos

    ResponderExcluir
  27. Ah, fico feliz em saber. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  28. Gostei muito , você escreve muito bem!
    www.quartoindigno.blogspot.com
    seguindo xD

    ResponderExcluir
  29. Texto envolvente. Ficaria mais horas e horas descobrindo esses atores. :)

    A convivência não é fácil. Nunca foi. Sabedoria! Ah, é de sabedoria que a gente precisa!

    Volte sempre ao Bate-Coração. É um prazer tê-la por lá.

    ResponderExcluir
  30. Incrível! Muito bem escrito e muito envolvente! Adorei.


    http://www.bah-inexoravel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. ooi , vlw por comentar meu blog *-*
    -
    adorei teu blog o texto bem real amei *-*
    texto bem sincero , boas palavras .
    ~
    Parabéns pelo blog !
    sucesso *-*
    ~
    estou te seguindo :D

    ResponderExcluir
  32. Parabéns moça!!Seu texto é realmente muito bom!!Você escreve muito bem!!Como já dito em algum comentário ae em cima, apesar de ser um texto grande, que muitos podem ficar com preguiça de ler, esse seu texto nos prende a atenção até o final.Gostei muito!
    Também tenho um blog que criei hoje, ainda não tem muita coisa, mas se quiser acessá-lo http://artegrotesca.blogspot.com
    até mais!

    ResponderExcluir
  33. A louça deve sempre ser lavada e com um certo cuidado, pois há pratos e pratos - alguns muito mais frágeis do que outros.

    Gostei muito do seu trabalho aqui.
    A forma como alia a fotografia com o texto é grandiosa.
    Tu realmente tens um espírito artístico criativo e muito bem desenvolvido. ^^

    Obrigado pelo comentário no meu blog.
    Sem ele eu não teria conhecido este outro tão mais interessante.

    Continue assim, pois vou lhe seguir. ^^

    =**

    ResponderExcluir
  34. Obrigada a todos, fico realmente feliz que tenham gostado!!

    ResponderExcluir
  35. Seguindo você.

    Seu blog é muito bom, parabéns.

    Um beijo,
    http://orasbolotas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  36. Aah, que post mais lindo! é perfeito como voce descreveu a vida que eu quase vivi ;/

    E parabéns pelas fotos.
    Amei TODAS elas! (:

    ResponderExcluir
  37. Mas como eu adoraria voltar no tempo para esfregar cada talher, cada copo, e ver escorrer junto à água todo o rancor e toda animosidade típicos das coisas que deixamos empilhadas por muito tempo, num canto qualquer da cozinha ou da vida.

    Perfect *-*, post totalmente realistaa...
    queria voltar no tempo!!! ;P

    seguindo =*

    ResponderExcluir
  38. Esse texto é realmente fantásticoo!
    Adoreii ler ele...
    E se fosse possivel voltar no tempo para corrigir cada ato mal feito, palavras mal ditas, isso com certeza seria perfeito, por isso que tempos que pensar muito bem antes de falarmos algo a uma pessoa, por mais sinceros que sejamos palavras podem doer mais que um tapa na cara!

    Mais Parabéns pelos post adorei!

    viteee o meu >> http://faabiprinces.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  39. Aí está um retrato do que a convivência diária pode fazer com pessoas que vivem sob o mesmo teto. Toda a história narrada trás, além de belíssimas fotos, uma curiosidade ao leitor, a ponto dele querer mais e mais, pois, o que parece, é que a história está longe de ter um desfecho.
    Chega uma hora em que realmente percebemos que neste mundo só se pode contar consigo mesmo e o que fica são apenas momentos compartilhados com vontades e desejos semelhantes.
    Seus textos vão muito além, são verdadeiras produções, que surpreendem a cada nova postagem, o que me deixa extremamente curioso por saber o que ainda está por vir!
    Até mais!

    ResponderExcluir
  40. Oi. Lembra quando você, comentou o meu texto? Deixou lá o seu link. Vim visitar... me impressionei, e gostei demais do seu blog. Admiro demais o seu jeito de escrever, quisera eu escrever tão bem. Parabéns :D SUCESSO

    ResponderExcluir
  41. Vim retribuir sua visita e parei para ler seu texto.
    É por isso que eu digo que não quero casar, a convivência é algo que poucos sabem lidar com ela.Acho que o maior exemplo é o BBB, tudo começa na mais perfeita harmonia, depois é cada um pro seu canto e ninguém mais se suporta,mas faz parte da vida, temos que aprender a entender os defeitos do outro, mesmo que já seja dificil conviver com os nosso próprios defeitos!

    vc escreve muito bem, adorei seus posts...
    beijos!

    www.naotozuando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Parabéns pelo blog, você escreve muito bem! E muito bacana a ideia de colocar fotos suas que tem a ver com o texto... bem original!
    Vamos tentar acompanhar sempre! :)

    ps: sou do RedCarpetBH (visita a gente depois! rs) e tenho outro blog também, o Boa Noite Fátima, em que damos as principais notícias do dia de uma forma mais descontraída e sarcástica! boanoitefatima.blogspot.com

    beijos!
    damy coelho

    ResponderExcluir
  43. nossa adorei as fotos hahahahha bjs to te seguindo tb

    ResponderExcluir
  44. Priiimeira vez aqui. E adorei. Quando eu vi como era grande o texto, eu realmente desanimei, mas depois que comecei a ler, algo nele me intrigou.
    Adorei tuuudo no teu blog. *-*
    visite o meu depois.
    http://somaisumasanotacoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  45. Me parece muito real essa historia, parece muito com a minha historia, com os meus copanheiros, acho que é até a mesma louça suja!

    ResponderExcluir
  46. Quem diria que 3 anos depois suas fotos ainda inspirariam pessoas. Espero que elas perdurem por anos e anos nessa internet. Adorei a sua história! ;)

    ResponderExcluir